2022- Submissão por escrito ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para o Avanço da Justiça Racial e da Igualdade no contexto da aplicação da lei

Submissão escrita coletiva em nome da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, Brasil; Ilex Ação Jurídica. Dayana Blanco Acendra, Colômbia; Observatório sobre violência de gênero contra afrodescendentes - Vigia Afro, Yannia Sofia Garzon Valencia, Colômbia; CAISO: sexo e justiça de gênero, Trinidad e Tobago; Boletim Feminino All Points WAPB, EUA.

Relatórios da Sociedade Civil

Os contributos são exemplos de como a coligação presta apoio aos seus membros na apresentação de relatórios ao EMLER e ao ACNUDH.

Coordenação de relatórios da sociedade civil - membros da UNARC

2022- Envio Escrito de VOCES DE MUJERES AFRODESCENDIENTES EN PANAMÁ Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

Esta apresentação se concentra na violência policial e racismo estrutural, uso excessivo da força e outras violações da lei internacional de direitos humanos contra afrodescendentes por policiais e discriminação em instituições educacionais e faz recomendações sobre medidas concretas necessárias para garantir o acesso à justiça, prestação de contas e reparação pelo uso excessivo da força e outras violações dos direitos humanos por parte de agentes da lei contra africanos e afrodescendentes. 

2022- contribuição de Rede Nacional de Mulheres Negras no Combate à Violência (Brasil) ao Mecanismo Internacional de Peritos Independentes para Promover a Justiça Racial e a Igualdade no Contexto da Aplicação da Lei

Esta apresentação se concentra na violência policial e racismo estrutural, uso excessivo da força e outras violações da lei internacional de direitos humanos contra africanos e afrodescendentes por policiais, incluindo padrões, políticas, processos e incidentes específicos, as causas profundas do racismo sistêmico em aplicação da lei e o sistema de justiça criminal, como a legislação nacional, políticas e práticas podem resultar em interação desproporcional e generalizada entre agentes de aplicação da lei e africanos e afrodescendentes, exame de qualquer nexo entre movimentos supremacistas e atores dentro da aplicação da lei e da justiça criminal sistema.

2023- Submissão Escrita da Justiça Racial, Ilex Ação Jurídica, Temblores ONG Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

2023- Envio Escrito de Rede de Mulheres Negrass Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

2023- Envio Escrito de Coalizão Negra por Direitos, Grupo Conexão G e FETAEMA Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

2023- Envio Escrito de Espaço Migrantes AC Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

2023- Envio Escrito de Governo Comunal Crioulo de Bluefields (GCCB) Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

Envio escrito de 2023 de InPDUMPara o Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei

Envio escrito de 2023 de Mulheres Negras Decidem Ao Mecanismo Internacional de Especialistas Independentes para promover a justiça racial e a igualdade no contexto da aplicação da lei